domingo, 14 de agosto de 2011

Querido Diário,


foi aí que ela respondeu.. e começamos a falar de novo.
falamos, falamos, começamos fazendo planos pro futuro de novo, eu contei a verdade, contei aquilo que realmente aconteceu naquela noite, ela pareceu acreditar e confiar em mim de novo.... ate que a gente discutiu.. tudo por telefone. é um dos nossos meios.. o que doi mais, é não poder olhar no fundo de seus olhos, quase nem preciso ouvir palavras, os olhinhos dela me dizem tudo...
discutimos, e ela me disse que precisava mais tempo pra pensar, fiquei tão furiosa... que raiva.. só podia tar gozando com a minha cara... eu dei o tal tempo. nesse tempo todo o meu coração esteve num aperto que só....


dois dias depois.... ela esteve com a tal namoradinha, ou ex-namorada, nem sei...
fiquei..... tão FO****** ! como é que ela pode fazer isso comigo, como?

mais uma vez pensei: "perdi, perdi ela de novo"
mas não demorou muito pra gente se falar de novo...

ela me pediu desculpa, disse que foi um erro , que ela so estava com ela pra me esquecer... o que eu achei ... nem sei o que eu achei pra falar verdade, só sei que é um absurdo, se a gente se ama, se quer, porque nao ficar juntas de uma vez por todas??

como eu sempre lhe digo, numa relação, não basta amar a pessoa. o respeito, compreensão , a confiança, tava tudo perdido entre nós. os muros que tinhamos contruído tinham todos demolido... ruído...
depois de 4 meses , sem se falar, ela namorando com outra, e eu longe, morando em outro país.
a gente tá conseguindo aos pouquinhos...
sinto tanto o facto dela nao ter se erguido pra me defender, quando aquela gente falava de mim. pusha... depois de um ano e tal de namoro, amizade, convivência, de amor....

mas eu vou confiar nela, e ela em mim. é assim que vai ser.
mesmo longe, a gente vai tentar de novo. não vamos mais deixar se meterem entre nós, não vamos permitir que uma fulana ou uns fulanos quaisqueres destruam uma coisa tão bonita entre nós.. a gente vai levantar tudo que caíu. a confiança, o respeito.. o amor... o amor, nem se fala. esse sempre esteve de pé. parece que eu amo ela a cada dia que passa, parece que todo o dia eu me apaixono por ela de novo. é tão bom... mas tem vezes que eu odeio o quanto a amo, porque eu a amo de mais..

temos 17 anos.. não é brincadeira de criança, não é amor de adolescência. é amor de adulto, de duas mulheres.. a coisa mais pura que existe, depois de tudo , de tanta trovoada, toda a tempestade, o arco-iris tá começando a surgir de novo por entre as nunvens..
o sol tá brilhando tão forte entre nós... e o mais engraçado é que sempre esteve, a gente é que nunca viu isso. que eu e ela somos feitas uma pra outra. todos os nossos amigos nos admiravam... a gente era o casal perfeito, que todos se envejavam.
até hoje, longe. ainda sinto aquela coisa ridícula das borboletas na barriga, até mesmo só de sentir a respiração dela no telefone, daquele risinho baixinho , mas... se não for ridiculo, não é amor.

nada se consegue sem esforço. nada se consegue sem força de vontade. mas a gente tá aqui. lutando por isso. os erros me tornaram mais forte, e eu acredito que à ela tambem.
talvez ainda tenha receio de contar o que fiz... com medo das opiniões das pessoas. mas depois de tanto me marterizar, aprendi que se a gente for ver quem erra, quem peca... são muitas as pessoas.. eu so vou ser mais uma. mais uma humana. e aprendi que não me devem apontar o dedo. porque o fariam? eu errei , aprendi, lutei, e estou aqui hoje, tenho a "recompesa", de ter ela pra mim, só pra mim de novo.

quero voltar a sonhar. quero voltar a fazer listinhas de planos para nós.
quero acabar os estudos , contar para os meus pais quem eu sou e aquilo que eu escolhi para a minha vida, e aquilo que eu escolhi, foi amar uma mulher, a única. e quero ir atras dela, voar e ser feliz.

agora sim, cheguei ao presente, depois de um passado que parecia que não acabava mais. agora vai passar a ser daqui pra frente essas paginas, pro nosso futuro, te prometo contar tudo ..
mesmo se acabasse apartir dalí... eu nunca ia conseguir amar alguem de novo. aquilo que eu sinto por ela, nossa... é tão grande. nem se somasse as gotas no oceano e as estrelas do céu, não dava o quanto eu a amo. mas ainda não acabou, eu sinto. não foi dessa vez o nosso "ADEUS", e espero, nunca, mas nunca ser. quero ela pra sempre. pra sempre e mais um dia.
mas a gente tá indo com calma.. um passo de cada vez, mesmo pela distância...
mas que saco, quero pular essa parte, quero ir já pro: "quer namorar comigo minha princesa?" e eu: " siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim"

mas...

eu paro, respiro... e digo: acabou o pensar a preto e branco, quero pensar colorido, quero pensar: "o melhor ainda está por vir".

depois de tanto choro, tanta dor, erros... eu me pergunto: porque que não podia ter sido tudo perfeito, porque? mas eu logo tenho a resposta:
" por vezes é melhor que as coisas não sejam perfeitas, pelo menos assim, eu sei que é real, e não um sonho".

com amor, Lu


2 comentários:

Senhorita Helo disse...

Te entendo perfeitamente. Mas, no meu caso naum tive um final feliz. continuo aki, amando mais q o mundo , e ela lá, vivendo a vida e sendo feliz. Desejo tudo de bom pra vcs duas pq sei bem como é amar alguem mais do q a vida e sei tmb como é bom ser correspondido. Bjs Boa sorte

Lu disse...

nossa... lamento imenso.. agora sim fiquei mesmo interessada em te falar com voce e te ouvir.
e sei bem como é amar alguem de verdade... e obrigada. eu tambem tô fazendo votos pra que isso entre nos acabe bem, até mesmo porque a gente ta começando tudo de novo. obrigada. espero falar com voce em breve. bj.